segunda-feira, 18 de outubro de 2010

não, não emigrei...

Mas às vezes apetecia-me...

Mas entre casa-escola-escritório, um fihote que abriu o sobrolho (viva a cola que substitui os pontos cirurgicos!), uma filhota que à conta de achar que é dona do seu nariz dá mais trabalho que 3 ou 4 juntos, outro que fez 7 anos e para o qual fizemos uma festa lá em casa (ontem!) para 30 (!) miudos equipados à futebolista, com direito a jogo em campo relvado, medalhas, taça para o campeão e pizzas home-made no final, sobra pouco tempo para escrever!

Se somarmos a minha dor de cabeça pois opinião dos professores sobre o comportamento do mais velho nas aulas (que é distraído, que destabiliza a turma, que lhe dá para cantar nas aulas, que se atrasa nos trabalhos... apesar de ser um miudo inteligente, que 'apanha' tudo à primeira, que tem uma capacidade de memorização excelente e que acaba por ter boas notas nos testes) que me levaram a uma conversa com a psicóloga da escola para despistar algum problema que nos esteja a escapar...
Ele diz-me que está distraído porque a sua cabeça não pára de pensar em muitas coisas ao mesmo tempo, porque quer ser cientista quando crescer e os mistérios da natureza o fazem estar com a cabeça nas nuvens (!). A professora diz-me que há dias em que ele está como que ausente e que, apesar de não ter quaisquer problemas de aprendizagem, o facto de não andar ao ritmo da turma o está a prejudicar...
Cada vez que este assunto vem à baila (já dura desde os seus 4 anos) lembro-me deste texto e sinto-me mais acompanhada :) E, sim, lembro-me que quando eu era criança era exactamente assim...

Mas não deixo de ter esta nuvenzinha cinzenta em cima da cabeça...

1 comentário:

Costinhas disse...

pois lá por casa é mais ou menos o mesmo (em relação à primária).

Um beijo enorme pelos 7 anos!

Espero que esse sobrolho cicatrize depressa e que a miúda te dê umas folguinhas :)